h1

Ao sair, apague a luz

24 janeiro, 2010

Me olho no espelho e tudo o que vejo é  uma larga estrada de terra, coberta por uma neblina densa e baixa.

Ela é fria, ela é longa, ela é árdua, ela acaba.

Me perdi… em alguma manobra arriscada, por alguma palavra lançada, devido a roupa mal-lavada, quando rolei a escada, porque não disse nada, idéia entrecortada, calada, malfadada, pesada…

E quando você se dá conta, transformou-se em algo totalmente oposto a tudo o que você sempre quis ser…

Mas você nunca soube o que quis ser, afinal…

Viver dói

A única coisa que torna possível a identidade é a ausência de mudança, mas ninguém acredita de fato que se seja semelhante àquilo de que se lembra.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 26 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: