h1

Rápidas de sábado

26 agosto, 2006

orgulho da família


(meu neném…que hoje tá grandão e é a cara do Kaiky Brito!)

Meu primo, Felipe Franco, tem 20 aninhos e é estudante do segundo ano de Relações Internacionais da USP. Ano passado ele trancou o curso para, a título de experiência, filiar-se a um programa de voluntariado internacional desenvolvido pela ONG Humana People to People

Ele agora é um DI (instrutor de desenvolvimento, em português) em Moçambique, na África, responsável por implementar programas de combate à AIDS e malária, construir escolas, dar aulas de inglês e de dialeto local (gaia) formando assim novos professores, além de ajudar na agricultura de subsistência. Ele está num vilarejo de Moçambique, dando aulas e ajudando os habitantes no cultivo de uma planta que quando processada, transforma-se em matéria prima para o biodiesel.

Uma vez por mês o Fê me manda uma espécie de “newsletter” contanto suas aventuras, desventuras e desabafando. Eu gostaria de lhe propor a construção de um blog, mas ele está no meio do nada e o único acesso a Internet fica a quilômetros de distância, eis o porque de ele só entrar em contato com a família via net uma vez ao mês ou muito raramente.

Estou explodindo de orgulho e alegria por ele, sempre fomos muito próximos apesar dos 10 anos de diferença. Felipe sempre foi uma criança sensibilíssima, observadora e muito interessada em cultura. Foi a ele que emprestei os grandes clássicos da literatura, apresentei bons filmes, músicas, ensinei inglês e coisas do tipo.

Tô feliz porque, como prima e como amiga, tenho acompanhado seu amadurecimento e transformação num ser humano maravilhoso. Ele me agradeceu outro dia por minha contribuição em sua formação intelectual.

Isso me tocou muito, me deu uma sensação de unidade, de que no final das contas, estamos todos ligados de certa maneira. Foi uma mostra do poder e responsabilidade da influência que temos sobre as pessoas. Algo para se pensar sobre….até que a “ovelha negra” aqui tem algo de bom pra passar adiante, vai dizer?

Seus escritos costumam ser deliciosos (apesar de ele confundir o inglês com o português às vezes) e gostaria de compartilhá-los com vocês a fim de que todos possam ter a dimensão do abismo social e da profundidade dessa experiência

Seu último e-mail está aqui. Enjoy.(Agradecimentos ao Helder pelas dicas para que eu pudesse subir o arquivo)

Gregos em São Paulo

Convidei a galera (galera que digo são os blogueiros de SP) para visitar a exposição “Deuses Gregos – Coleção do Museu Pergamom de Berlim” no museu da FAAP.
A mostra reúne cerca de 200 peças de arte greco-romana, entre elas representações de divindades como Afrodite, Ártemis, Zeus, Poseidon, Dionísio e Apollo. O acervo, um dos mais importantes do mundo, faz parte da coleção do museu alemão supracitado, o mais conhecido dos 17 pertencentes à Fundação Prussiana de Cultura.

Bem, como ninguém se manifestou via SMS, acho que perdemos o passeio hoje (esse ao menos) mas a exposição se estende até dia 26 de novembro e o melhor de tudo: É DE GRAÇA.

A curadoria do museu da FAAP costuma fazer um grande trabalho tanto no que tange a escolha dos temas e qualidade das peças quanto na ambientação do local. As demais exposições que visitei (Egito, História Natural, Napoleão e Tesouros da Rússia) foram excepcionais.

Fica aqui a dica e se quiser, junte-se a nós. (talvez amanhã – domingo dê certo da gente se encontrar)

Deuses Gregos. Coleção do Museu
Pergamon de Berlim

Data:de 21 de agosto a 26 de novembro
Museu de Arte Brasileira da FAAP
Rua Alagoas, 903 – Higienópolis
3ª a 6ª feira, das 10h00 às 20h00
Sábados, domingos e feriados,  das 10h00 às 17h00
(11) 3662-7198

Entrada Gratuita

4 comentários

  1. Puxa, Gabi, você tem maie é que se orgulhar mesmo, duplamente. Pelo belo trabalho que ele está fazendo e pela sua importantíssima participação na formação dele. É muito difícil vermos hoje pessoas altruístas engajadas assim.


  2. Gente… Muito lindo o que ele faz pelos meninos de moçambique, vc tem que se orgulhar mesmoooo…

    =0*


  3. Links me levaram até aqui. Sorte a minha! Meu pai trabalha na África e entendo um pouco do sofrimento daquele povo. Sorte ao seu primo e vida longo aos seus posts!


  4. É, Gabs… especial mesmo esse seu primo. Um amigo meu e do Guto, o Fred, passou acho que um ano em Moçambique dando aulas de direito numa faculdade lá. Voltou cheio de carinho pelo lugar, cheio de amigos, de irmãos… Foi uma experiência tocante. Água gelada por lá era artigo de alto luxo. Bom, o que eu sei é que ele jamais vai esquecer o país e as pessoas que encontrou por lá. Diz que ganhou irmãos, mais do que amigos. Os estudantes ficavam batalhando textos, querendo se informar… Era tudo muito difícil. Ele nunca havia dado aulas (tem um escritório de advocacia), mas pelo visto deu conta do recado. Muito legal saber do seu primo. Vou mandar pra ele o link.
    Beijos.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: