h1

Fome de viver

16 outubro, 2006

Ok, mais uma teoria saída direto do Instituto de Pesquisa sobre Assuntos Irrelevantes e Aleatórios – Fogo nas Entranhas.

Quem não gosta de comer não gosta de transar.

Até aí, nada mais lógico, certo? Transar ou realizar qualquer outro tipo de exercício físico exige energia e quando a gente não come não tem energia. Pra nada, aliás – já dizia a vovó com o prato de canja na mão – Que dirá para uma prática que exige tanto esforço quanto o sexo. Bingo, Pedro Bó.

Mas vou além (eu sempre vou haha…): Quem não gosta de carne vermelha tem problemas com a libido. – E o coro de “ooohhhhs” indignados cresce entre os leitores… – Pesquisas científicas mostram isso? Saiu na Scientific American? Um médico coreano provou finalmente, depois de anos de estudos, que gaúchos são mais tarados que o restante dos brasileiros? (o que não significa de modo algum que sejam tarados pelo sexo oposto, vejam bem…)

Não, nada disso. Puro achismo de Gabriela mesmo. Pura observação do comportamento humano. Isso mesmo, vegetarianos xiítas de plantão: eu sou uma total e completa idiota que não tem a mínima noção do que diz. Agora que vocês já sabem disso, parem de ler esse blog inútil e vão comer um prato de alfafa que vocês ganham mais (ou não…).

Tal estudo comportamental teve início um belo dia, num restaurante de Higienópolis, aqui em São Paulo. Eu, que na época fazia free-la de tradução e legendagem para os Estúdios Mega que ficam ali perto, fui com uma amiga super divertida, que adoro e que na época também trabalhava lá, almoçar no tal recinto de bacanas. Entre os clientes, grandes executivos, peruas e modeletes em geral.

Me lembro que de entrada pedi uma salada de alguma coisa e carpaccio. Conversa vai, conversa vem, risadas e reclamações do trabalho, eis que várias modeletes adentram o local e sentam-se à mesa ao lado da nossa. No decorrer da conversa, olhei assim, meio de relance, sem querer (mesmo! Juro!) para o prato delas. Saladas, claro, algumas acompanhadas de grelhados, até aí, normal. Até que achei bem saudável em se tratando de refeições de modelos.

Mas não pude deixar de notar que uma delas, a mais branca, a mais esquelética, a mais anoréxica e portanto a mais frígida, comia exatamente: um palmito, duas folhas de alface e – guardem isso: – UMA ervilha. UMA ervilha. Sim, petit-pois. Aquele grãozinho verde que é tema de várias piadinhas de adivinhação. Não estou brincando. Isso é sério.

Comentei o fato com minha amiga que arregalou os olhos e na hora começamos a discorrer sobre a perda de limites na alimentação e a ditadura da beleza e daí -…vejam bem, não temos culpa, é inato: é praticamente impossível pedir para uma mulher não prestar atenção à conversas alheias. Aceitem, vá. – Elas começaram a falar sobre trabalho, desfiles, agências e o assunto, sabe-se porque cargas d’água, acabou rumando para o sexo. Sempre acaba, já repararam? Pois então, foi o pretexto para espicharmos inda mais as orelhas, como cães pastores prontos para atacar.

A maioria delas falava que era muito difícil namorar, disseram que a rotina era estafante e não as deixava, mas que na verdade nem sentiam falta disso. A branquela da ervilha, que eu já sabia que iria fazer algum comentário do tipo, emendou que sexo para ela era algo horrível. Chato. Não sentia a menor vontade de nada, no tempo que tinha livre só queria saber de dormir.Também, pudera né minha filha?…Uma ervilha? UMA ERVILHA! Ela deve comer o equivalente à sua massa encefálica…

Essas modeletes magrelas só servem para cabides. E cabides não tem vida sexual…er, ao menos penso eu que não…não é à toa que na Espanha já é proibida a participação, em grandes desfiles, de modelos cujo índice de massa corpórea esteja abaixo de X…sei lá qual. Os donos das grandes grifes estão achando que a aparência doentia das modelos tem deposto contra suas marcas. E tem razão! Tomara que a medida espanhola seja adotada ao redor do mundo : )

Quanto a comer carne vermelha, existem rumores, sim, e esboços de estudos científicos sobre o fato do índice de ferro no sangue (proveniente em sua maior parte da carne vermelha) estar ligado diretamente a libido, mas nada foi totalmente provado ainda.

Pelo que andei pesquisando, o ferro tem um papel fundamental no equilíbrio hormonal e principalmente entre os hormônios sexuais. Se existir algum médico por aqui, me conteste e explique tudo certinho, por favor. Assim como existe o mito de que a carne vermelha aumenta a agressividade, existe esse, ligado ao desejo sexual. Talvez por isso uma lenda leve à outra, afinal, se formos analisar, desejo sexual e agressividade estão relacionados de alguma forma…. (ao menos para mim). Aí peço ajuda dos psicólogos, quanto a isso…

A imagem de vikings (idealizadas, é claro…nada de gordos horrendos, banguelas, sujos, fedidos e babando…e sim loiros, cabeludos, semi-nus, fortes e suados…mais ou menos tipo o Thor…) segurando enormes pernis, arracando deles nacos enormes de carne e urrando de satisfação em seguida sempre me excitaram…

A idéia primal de um homem ser capaz de caçar a própria comida e degustá-la com vontade e volúpia, de alguma forma, em minha mente doentia e perturbada, está ligada à capacidade de conquista, sedução e êxito sexual. E isso pra ambos os sexos.

Ter fome e saber apreciar uma boa comida, uma boa bebida, ter ciência da riqueza de sua composição e prender-se a sabores, texturas e odores está, para mim, ligado de alguma forma diretamente à apreciação do sexo em si e de suas particularidades.

Eu gosto de ter um ritual para me alimentar. Sou contra o fast food, odeio sanduíches, só como em último caso MESMO. Sou neta de espanhóis e minha família tem uma tradição muito grande relacionada à gastronomia. Todas as mulheres de minha família cozinham muito bem. Todos os homens bebem muito bem. E todos em geral, praguejam e brigam muito bem também…e dramatizam..enfim… é uma típica família almodovariana.

Gosto de cozinhar, tenho prazer nisso. Encaro como uma terapia. Gosto de fazer tudo com tempo, como se preparasse uma poção mágica. Temperos certos, nas doses certas, no tempo certo…(acho que resta algo de química em mim, afinal)

Gosto do ritual de me sentar à mesa com calma, conversar, comer, beber, mastigar lentamente, sentir os sabores. Tudo de um modo equilibrado e saudável, claro. E gosto de ver que todos apreciaram e se alimentaram muito bem com a refeição que preparei. Que estão todos fortes e firmes e que nossa sobrevivência está garantida (!)

É com tristeza que vejo como a apreciação pelo ato de comer tem sido esquecida e até encarada como pecado hoje em dia: “Você gosta de comer? Cruzes, você é uma gorda! Cuidado, você vai virar uma bola.” Já me peguei várias vezes pensando nisso, acredita?

Qual o problema de se gostar de comer, peloamordedeus? Contanto que se tenha bom senso e se preze pela saúde, trata-se de uma das melhores coisas que existem. Comer, beber, viver. Ter vergonha disso ou reprimir-se por isso é ceder às pressões dessa indústria idiotizante da moda, do culto exagerado ao corpo, da beleza, do ideal estético perfeito.

É por essas e outras que 79% das brasileiras sofre de anorexia, 75% faria algum tipo de cirurgia plástica por motivos puramente estéticos, 1% se acha bonita e 30% seria capaz de trocar INTELIGÊNCIA POR BELEZA sem dúvida alguma.(dados do IBGE)

Bem, se a última estatística pudesse se tornar real seria a total e completa extinção de mulheres inteligentes, ao menos aqui no Brasil..duvido muito que a taxa ultrapasse os 30% mesmo…

Depois eu é que sou doente….!

Para saber um pouco mais sobre a ligação da anorexia com a total falta de libido, leia essa tese interessantíssima apresentada pela Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul

Filha…vai comer pra ser comida, vai.

20 comentários

  1. assino embaixo com mutcho gusto!!!


  2. Prato de alfafa? Hahahahaha.

    Não faz assim que eles magoam.


  3. a-eeeeee gabs…!
    matou!
    concordo com as primeiras linhas,homem que come saladinha morre na praia…imagina que broxante eu comer um file ‘nao sei o que’acompanhado de um risoto por exemplo e o meu namorado comer uma saladinha ‘cesar’e tomar uma água sem gás..???
    ok, nao precisa comer só comida trash mas tem que comer feito gente pelamor…o foda é eu falar isto sendo gordinha (parece inveja das magrinhas.. hahahaha – mas não é!)
    acho bacana a pessoa se cuidar e talz mas sem que isso signifique sua ‘castração’ seja em que área da vida for..isso é bobagem…!
    igual aquela piadinha da rosa e da couve-flor… que a rosa ficava se vangloriando de ser linda e perfeita … e que a couve-flor lançou, – que adianta ser tudo isso se ninguem te come? bah…
    sem imaginação e criatividade na mesa, sem imaginação e criatividade na cama…ja diz a máxima!
    bjs
    tati


  4. assino embaixo e já penso no bife para o almoço. hihihihihi

    sem contar que, na boa, acho muito feio e nada nada nada atraente gente muito magra – por isso, menina Tati do comentário anterior, tenho certeza absoluta de que não existe inveja das magrinhas, porque não existe razão para ter inveja de sacos de ossos ou de cabeções em cima de corpinhos esquálidos.🙂

    último comentário: acho que vou ter pesadelos com UMA ERVILHA!!! hahahahahahahahahahaha


  5. Belo texto. E que todas as magrelas de plantão que se alimentam de ervilhas leiam este post.
    É Gabi, concordo com você quando fala que quem gosta de comer gosta de sexo. Pode não ter nenhuma explicação científica para isso, mas para mim faz muito sentido. Eu adoro comer na mesma proporção que adoro sexo. E a ordem nao importa muito, se bem que depois do sexo dá uma foooome!

    Beijocas


  6. Mas vc anda inspiradíssima, mesmo =)

    Ótimo texto. Tanto comer quanto transar são atos que, além da funcionalidade biológica, acabam ligando-se muito mais aos centros de prazer que aos de sobrevivência… (Uh, papo de psicóloga)

    “Vá comer para ser comida” foi genial… eu só fico pensando como ela conseguiu pegar UMA ervilha!

    Bjos.


  7. Acabei de almoçar um bifão e estou pronta pra…sobremesa😉.
    Muito bom o seu argumento😉. Para suprimir a carne vermelha é preciso substituí-la adequadamente por outros alimentos. O que não é feito pelas modelos. A anorexia é uma doença e, no entanto, parte da sociedade parece cultivá-la como uma virtude.


  8. “eu só fico pensando como ela conseguiu pegar UMA ervilha!”

    – Pois é. COMO?!? Com palito?

    Agora esse lance de gostar de comer e de sexo está mais do que provado. CLARO que os gaúchos são melhores de cama. Se for gaúcho e taurino então.. bah.. é praticamente um PHD na arte da paixão.
    E quem não come sequer tem força pra transar, convenhamos…

    E vamos parar com esse papo de “gaúcho viado” pq gaúcho viado não há, nem nunca houve na história – são correntes migratórias que vieram com o frio, ou então já estava esgotada, a cota de São Paulo e Rio!
    😉


  9. Apoiado, Gabi. Todo o poder às massas.🙂

    (aliás, sabe o que cama vibratória de top model faz? Sacode o esqueleto!)


  10. Que coisa incrivel esse teu post! Me deu vontades. Logo vamos verificar essas dosagens de ferro na prática. Beijos.


  11. Er..Flávio. Vai jantar que teu mal é fome, vai…huahahaha


  12. O amigo mais “garanhão” que já tive era um animal ao devorar um prato de comida. O cara comia com tanta sofreguidão que ia engolindo tudo feito esses cachorros esfomeados, quase sem mastigar, o que lhe rendia uma úlcera crônica. Um predador nato. Assustador.

    Do meu lado, engordei 4 quilos nos últimos meses, algo inédito pra quem jamais saía de uma determinada faixa de peso. Por que será???


  13. Hummm… sei não gata… já conheci tipos que deixavam todo esse gosto e voracidade para a picanha e a costela no bafo mesmo. Também já conheci vegetarianos que benzadeus. Acho que o ponto em comum entre pessoas que realmente curtem o babado é a relação com a comida! Alguém que curte o apetite de um jeito mais prazeroso, sensual e sem culpa tende a levar esse espírito para outros departamentos!

    Por isso eu digo, crianças, tomem também cuidado com comedores de fast-food, gente que só gosta da comida da mãe, gente que nunca experimenta nada novo, gente que engole a comida de uma vez, sem nem mastigar direito.


  14. Ô! Não há dúvida! É comer por comer!


  15. Pra começar, muito boa essa tirada do flávio aí em cima. Rachei o bico!!!
    Infelizmente Gabi, esses 30% de mulheres que trocam inteligência por beleza vai aumentar sem dúvida. Não vejo esperança alguma! Estou testando uma lan-house nova aqui perto de casa e no percurso pra escolher um pc reparo nas mulheres e no que elas fazem a frente do computador. É triste! Mas $1,50 por hora serve mais pra ver fofocas, pesquisas de dietas, fotos de roupas e desfiles e sites de revistas que incluem tudo isso pra economizar a compra das mesmas revistas, (e orkut, é claro). Não existe bom senso nesse sentido. É uma guerra pra ser a mais bonita, pois a mais bonita atrae homens mais capazes de ter mais “carne”. E quando sabem que não serão tão bonitas quanto, elas não desistem da idéia e criticar se torna regra. Isso é um perigo para vocês mulheres, pois cada vez mais nós aproveitaremos dessa falta de ferro pra suprí-las, mesmos as saudáveis.


  16. Como como carne vermelha e gosto de comer, estou do lado feliz de tua tese, que é, parece-me, verdadeira.

    Minhas observações vão no mesmo sentido.

    Uma vez, enquanto cortava o cabelo, li uma longa entrevista de Maitê Proença para a Playboy. Tudo bem, ela é gostosíssima e tal, mas detectei que a moça não gosta de sexo. Suas observações pareciam ser para nos levar propositalmente a pensar nisso. E olha que a operação que fez para diminuir os seios – alegadamente para andar melhor a cavalo – é um pequeno detalhe! O importante era a forma que ela utilizava para escapar das perguntas mais “quentes” do repórter. Diagnostico que ela não gosta da coisa. Agora, Gabi, descubra se ela gosta de comer!

    Beijo.


  17. Miltones, mais um ponto pra minha tese: Maitê Proença é vegetarianóica. Total.

    Huahahhahaha


  18. Falando com uma amiga que foi bailarina e é paranóica até hoje quando o assunto é calorias, ela me disse que a produção de hormônio feminino está associada às células adiposas. Em resumo, sem gordura = sem tesão.


  19. eu nao gosto de carne vermelha. vc acha que nao tenho libido?😉


  20. […] Bem, para mim ambos estão amplamente ligados, conforme esse texto aqui. […]



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: