h1

Quimeras

29 dezembro, 2006

Esse ano eu quero que as coisas aconteçam.  Quero abraços apertados e beijos molhados, quero risadas e chopp gelado num dia de sol. Quero cheiro de mato e o cantar dos passarinhos. Quero risadas de criança e suas covinhas. Quero meus amigos sempre por perto e quero falar ainda mais besteira do que o habitual. Quero rir.Quero filosofar e me indignar. Mais do que isso, quero continuar a fazer diferente, a fazer diferença. Mudar para melhor. Cada dia mais. Mas mudar, sempre. Aprender. Ensinar. Perpetuar o que vale a pena.

Quero dinheiro. Não muito, só o suficiente. Quero ter sabedoria para saber quanto é o suficiente. Quero trabalhar, mas não muito também. Tudo o que é demais é demasiado, já diz minha avó.

Quero criar. Um novo modo, um novo jeito, uma nova forma, um novo plano, uma história, uma família, sonhos, animais, plantas, uma saída, um refúgio secreto, um momento especial, um tempo só meu, um cantinho só nosso. Um filho.

Quero música. Ah! Como eu quero música! Quero violões e flautas e gaitas e chocalhos e sua voz cantando “I’m a Scientist” pra mim, enquanto dedilha o violão numa tarde quente e preguiçosa, sem camisa e sem preocupações, em cima da cama. 

Quero cantar. Quando canto entro em combustão. Quando canto existo. Quero ter o poder de inflamar a alma alheia com o som de minha voz.

Quero arte. A arte é o bálsamo da vida.

Quero amor. Quero tanto amor! Dos amigos verdadeiros que me dão força e estão sempre por perto, mesmo à distância, da minha avó com sua doçura quase insuportável, da minha gata que vem se enrodilhar em minhas pernas, ronronando, da dona da banca de jornais que sempre guarda meus gibis prediletos e às vezes se “esquece” de marcar na minha conta, da Giseli e da Alê, dois pedaços da minh’ alma que vagam à parte do meu corpo…quero o amor. Quero o amor e as surpresas da vida. Essa sua imprevisibilidade que me apaixona cada vez mais.

Quero fazer amor. Fazer amor com o Universo. Quero uma suruba: eu, o Universo e a vida. Nós três num orgasmo cósmico. Um big bang. Delícia!

Quero paz. Quero finalmente aportar meu barco numa ilha desconhecida e fértil, onde o sol se põe tingindo o céu de laranja todos os dias e à tardinha cai aquela chuva quente e abafada. Quero um lugar que rescenda à manga madura e sossego.

Chega de tempestades em alto mar, enjôos, febres tropicais, baixas e naufrágios. Chega do balanço compulsivo das ondas e do vaivém das marés. Chega de lutar com Hidras de sete-cabeças o tempo todo. Chega de ter os lábios queimados pelo sol e o sal.

 Quero finalmente por os pés em terra-firme. Senti-la imutável. Impassível. Fixa. Segura. Inabalável. Constante. Definitiva.

Quero saúde e força para realizar e viver tudo isso.

Quero sonhar e transformar: vidas, coisas, a mim mesma. Eternamente.

 Quero viver.

Feliz Ano Novo!

Esse blog fica sem atualização até janeiro – Vou para o meio do mato,  sem celular, sem TV, sem computador e sem estresse. Uhú!

8 comentários

  1. Ano que vem as coisas vão ser muito melhores. E meus comentários também. Ano que vem volto a ser a mesma pessoa que vc reencontrou neste ano aqui que não terminou ainda mas está quase.

    Desculpe pela ausência. Em breve estou de volta. Tudo de bom, Feliz Vida Nova e te mando umas mensagens para dizer oi e tchau e tudo mais.

    Amo vc e em breve volto a ser eu mesma.

    Desculpe o azedume esses dias e a ausência também… Ando noiada, vc sabe…


  2. hmmm…

    mto bom, bem escrito como sempre.
    Adorei ter descoberto o seu blog no meio do nada… sou entrometido mesmo e veio aqui ler tudinho, pq eu gosto! Acho mo legal.

    Bom sexo grupal pra vc em 2007!


  3. feliz ano novo querida.
    em 2007 quero ver você mais vezes.


  4. Eu tambem quero tudo isso!
    Um Ótimo Ano Novo
    cheio de coias boas ;DD

    ;*** chuchuzona
    (L)


  5. ótimo 2007 pra você garota. Espero que continuemos tendo grandes textos aqui pelo blog.

    ah!Ótimo título para o post, afinal, que época do ano reune mais quimeras juntas do que o primeiro do ano??? Uma tempestade de desejos, meras quimeras…


  6. Voce é mesmo uma força da natureza, baby! Desejo sonhar teus sonhos em 2007. Um enorme beijo.


  7. É por aí. Também espero sentir novamente, uma revoada de pássaros no meu peito. Acho que eu mereço né…

    beijos


  8. Arrasou nesse post!😀



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: