h1

O teste

13 fevereiro, 2007

Estou passando por um árduo teste. O que me lembrou dessa música:
****************************************

O diabo apareceu pra mim esta manhã…disse que tinha uma coisa pra me mostrar
Eu o fitei espantado, como se nunca tivesse visto um rosto em toda minha vida
Aqui vamos nós então, deslizando por esta porta que se abre…

Fotos e objetos do meu passado me circundam e se espalham pelo chão
Estou sonhando isso e aquilo outro…não me arrependo de nada

Pense sobre isso…

Sim, estou procurando pelas ondas que se quebram em meu horizonte, é…

Estou brilhando

Procurando pelas ondas que se quebram em meu horizonte…

 Deus, estou brilhando…

Você me ouve tanto quanto te ouço?

Você sabe que sempre perco a cabeça, não consigo explicar onde eu estive

Você sabe que quase sempre perco a cabeça, mas eu poderia tentar explicar o que vivi

De qualque forma, estou feliz por ter visto o que vi e por saber que as imagens estão desaparecendo de minha mente…

Mas acho que agora eu consigo ver a luz…acho que consigo ver a luz

Me dê sua mão

Você sabe, eu quase sempre perco a cabeça…mas agora estou em casa

Livre

Eu passei no teste?

Eu passei no teste?

Melhor eu ir para a cama agora

(The Test – Chemical Brothers feat Richard Ascroft (The Verve)) – Um de meus videos prediletos e uma de minhas músicas favoritas do CB. Enjoy.

3 comentários

  1. Também estou vivendo um árduo teste, provavelmente pior que o seu, quer um conselho? Procure alguém que DE FATO tenha um abraço forte. Vou te contar uma histórinha:-
    Ontem estava chateada, aborrecida, depressiva, sem rumo, vazia, sem expectativas. Era um daqueles dias. Desapareceram todos os sentidos da vida.
    Em instantes estava muito claro que um braço forte, uma mão amiga, um calor envolvente não passaram de ilusão. Admito que apesar de descer ao Ades foi muito bom que o véu da ilusão tenha sido levantado e a mentira tenha sido devidamente encarada e dissipada.
    Ao mesmo tempo em que encarava a mentira tinha a ciência de que havia, porém uma grande verdade. Uma verdade regada à vida, adubada com toda a minha energia. E essa verdade pareceu estar sendo guiada para outro jardim. Essa verdade deixa um buraco.
    Estava (e ainda estou) encarando a mentira e vendo a verdade partir. Foi assim, como um “grande nada enlutecido” que falei ao telefone com alguém eternamente especial. Não estava inspirada a falar, não havia nada a ouvir. Minha tentativa de desligar, dizendo querer deixá-lo em paz, pois estava uma mala-sem-alça, foi calada com a seguinte fala:-
    “Para carregar uma mala-sem-alça ela tem que ser abraçada.”
    Diante desta fala há algo mais a retrucar?
    Num instante o braço forte, a mão amiga e o calor envolvente passam a não mais ser ilusão. A verdade continua sendo guiada a outro jardim, mas a mentira se transmuta em uma sinceridade morna, aconchegante, acolhedora, e fica claro que esse alguém eternamente especial é o que sempre houve e haverá.
    É desse alguém que vc precisa, boa sorte. E se vc passou no teste não importa, o que importa é que o teste passa!!!! Eu sou a prova.


  2. Xine.

    Obrigada pelos conselhos. De qq forma, sim, eu tenho quem me dê um abraço forte. É por ele que encaro tudo.

    E creio que isso já tenha me feito passar no teste, afinal.


  3. Ai eu curto muito essas gotiquices regadas de “verdadices”. Adoro isso. Gosto dos dias ensolarados, mas fico bem quando chove também. Acho que só nas crises é que crescemos. Enfim…

    Amor
    Gi



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: