h1

Zumbis

13 abril, 2007

Acabo de ouvir, na televisão, a história do pai que ESQUECEU o filho de um ano e meio dentro do carro por 5 HORAS debaixo do sol.

O garoto acabou morrendo.

Não sou de ficar comentando tragédias, pois a mídia já faz isso à exaustão. 

Mas não consegui ficar imune. Fui acometida de uma angústia e indignação sem tamanho, acabei pranteando pela alma do bebê…estou estupefacta.

Não consigo encontrar explicação para um ato desses. A única e possível razão para que esse pai infeliz  (se é que podemos chamar um homem que esquece do próprio filho de “pai”)  tenha feito uma coisa dessas, é de que ele é doente.  

É mais uma vítima do que podemos chamar de “mal do século” ou zumbificação do ser humano decorrente da rotina excruciante das grandes metrópoles… que nos engole, nos rouba a vida, dia após dia, nos tranformando em cadáveres que respiram.

 Alheios a tudo e a todos, importando-se somente com o “ter” (que é um monstro insaciável) e nunca com o “ser”. Autômatos, marionetes…coisas. Coisas.

Mesmo assim, mesmo tendo como álibi o estresse da vida moderna com todas as obrigações que aceitamos cumprir, que nos afastam cada vez mais do que REALMENTE importa, eu ainda o acho culpado.

Sim, culpado.

Porque todos temos escolha. Todos. Há sempre aquele átimo de segundo onde você pára e pensa no que realmente é importante ser feito e no que você é obrigado (seja lá por quem ou pelo que) a fazer.

Somos todos responsáveis por nossas escolhas, pela filosofia de vida que seguimos, pelos valores que temos, pelos caminhos que trilhamos.

Não há desculpas. Infelizmente, as más escolhas desse pai lhe custaram a vida do filho…

Não sei mais o que pensar…não sei.

Só me vem duas canções na cabeça agora. Ambas terrivelmente agressivas: Head Like a Hole e Mechanical Animals….NIN e Marilyn Manson, respectivamente.

As letras são perfeitas.

““O homem não é nada em si mesmo. É somente uma oportunidade infinita. Mas é o responsável infinito desta oportunidade” Albert Camus

9 comentários

  1. sabe o que é pior gabi? não é a primeira vez que isso acontece. a mídia já noticiou, que eu me lembre, pelo menos duas outras histórias assim.


  2. Sabe o que é pior, Ju?
    Vai continuar acontecendo…

    Fiquei triste quando vi a notícia. Se esse cara não for louco, ele vai ficar.


  3. é o fim… mas eu nem consigo culpar um cara desse…
    imagina só a culpa que ele vai carregar até o fim dos dias dele…

    isto já é um gde fardo.

    realmente as pessoas deveriam ‘perder tempo’ com aquilo que importa de verdade e não somente com as coisas e isto é reflexo da ânsia pelo ‘ter’, que pena ao meu ver isto está longe de mudar..


  4. oi gabriela.
    brigadão por colocar uma foto minha (do carnaval) no ‘simplescidade’. e mais: pelo crédito!
    é tão dificil acontecer isso que, quando acontece, fico até emocionado.
    beijo.


  5. E o pior é que vão vir aqueles que se acham defensores dos “direitos humanos” e dizer que o pai é inocente, e coisa e tal… Poxa, eu sou esquecida, mas esqueço pequenas coisas, não uma criança dentro do carro, né?


  6. oie
    eu tb fiquei estupefata, no primeiro caso, igual a esse, na verdade, às vezes me pegava pensando no sofrimento da criança… é horrivel mesmo, imagina a culpa que esse pai tá sentindo, acho que a vida pra ele acabou, esquecer o próprio filho?! é um absurdo e não tem desculpa.

    adorei teu blog.
    bj


  7. Comentar o quê?

    Fico apavorado com uma notícia dessas. Nem penso no louco do pai. Imagina a criança.


  8. É o tipo de coisa que não tem explicação. Por mais que seja divulgado na mídia que ele passou mal e desmaiou, puxa, ele fez isso quando já estava no apartamento… e a criança lá fora. Definitivamente, não compartilho da idéia de que “era a hora dele”. Não acredito nisso, e acho que o pai nunca vai se perdoar. Não consigo imaginar como está a mãe também.


  9. dizem que existe, segundo a lei, um perdão para esse tipo de crime. Parece que é quando o próprio crime já acarreta a punição (sou péssima no jurídico!)
    Não tô dizendo que ele seja inocente. Aliás, digo mesmo o contrário. Mas, só o inferno no qual ele vai passar o resto da vida, já lhe fará pagar por todos os pecados e escolhas erradas.
    Tenho certeza.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: