h1

A Sampa que eu gosto

24 abril, 2007

 Vou ser sincera com vocês, como sempre sou e serei: eu já gostei mais de São Paulo do que gosto hoje. Digamos que… houve um desgaste em nosso relacionamento.

Estou acostumada com ela, mas acho que não a amo mais. Não como um dia amei. Há respeito, afinal, temos uma história juntas, a admiro por muitos outros aspectos que não cabem aqui, mas acho que me cansei dela.

Me enfastiei com seu jeito, me decepcionei com sua aparência, me irritei com a forma como ela trata as pessoas e como exige ser tratada, enfim. O encanto acabou. Só não acabo de vez com isso porque ainda não surgiu coisa melhor…

Na época áurea (ou seria negra?) do meu goticismo que arrastava uma asa para o punk, eu não conseguia pensar em outra cidade para viver que não fosse São Paulo…talvez Londres, obviamente, mas no Brasil, nenhuma.

Meus amigos estavam aqui, os lugares descolados para comprar discos e roupas estavam aqui e, principalmente, a “cena”, estava aqui. Casas de shows, bares e outros inferninhos e cemitérios. E eu aproveitei cada um deles, com afinco.

Mas a vontade de permanecer aqui passou com essa fase e tudo o que ela me trouxe.

Agora, estou muito mais calma e serena, querendo ser mamãe, se possível trabalhar escrevendo em casa mesmo e fazer festas de arromba para receber meus amigos no aconchego de meu lar. E isso, posso fazer onde quer que esteja.

A única coisa da qual eu vou sentir falta MESMO, de São Paulo- se um dia eu realmente chegar a me mudar – vai ser da ampla e diversificada vida cultural que ela oferece, já que, em termos de consumo a internet pode me suprir.

Não tenho somente 5 lugares prediletos em SP, grande parte da minha diversão nessa cidade é justamente descobrir a cada dia lugares legais e interessantes. Porque Sampa é um labirinto maluco de culturas, referências, a mistura de todas as capitais do mundo e esconde muitos segredos.

Então, aqui vão meus 6 (ñ resisti)  lugares prediletos de San Pablo, Sin City:

Avenida Paulista

Passei metade da minha vida nesse lugar (nclusive morei nele) e lá tem tudo o que adoro: cafés, cinemas, livrarias e pessoas exóticas. 

Destaco um de cada: Mc Café, na Joaquim Eugênio de Lima ( Sim, é o McBosta, mas infelizmente ainda não encontrei outro lugar que fizesse um brownie tão gostoso), Cine Bristol (7 salas e ainda tem uma praça de alimentação), Fnac e Cultura e o travecão montado com cara deformada pelo silicone que pede “donativos” nos faróis. Um crássico.

-Rua Augusta

Do começo ao fim. Da parte trash, suja e cheia de putas no Centro até a núcleo “high society” nos Jardins. Destaque para as adjacências: rua Avanhadava e o Jeremias, o Bar, o Au Botier e suas botas MARAVILHOSAS, brechós aos montes, Galeria Ouro Fino, Frida Café, Frevo, Livraria Ao gosto Augusta, Escola São Paulo, Galeriazinhas que escondem raridades (América, San Pietro etc), Espaço Unibanco, Pedaço da Pizza, Charm e a mais nova coqueluche dos blogueiros: A padoca Violeta! – Adoro essa rua.

-Comix

Abastecedora oficial de minha coleção de gibis e a principal razão de minha ruína financeira.

-Parque do Ibirapuera

Oásis no meio dessa loucura. Adoro.

-Liberdade

Só se tem uma relação de amor/ódio com algo ou alguém com quem se tem muita intimidade. É assim comigo e esse bairro. Minha segunda casa.

-Mosteiro de São Bento

Difícil eu dizer o quanto gosto desse lugar. Ele me traz paz, independente de crenças e pataquadas religiosas. Gosto muito mais de sua arquitetura do que a da Catedral da Sé. Não é tão claro e amplo quanto ela, e isso me dá mais segurança, conforto. 

Já me serviu de refúgio inúmeras vezes em minhas peregrinações desesperançosas pelo Centro.

Tem um coral incrível de monges beneditinos que cantam Canto Gregoriano, todos os dias às 17h e uma padaria exclusiva  cujos pães são verdadeiras obras de arte. Lindo.

É claro que existem muitos outros lugares que eu amo aqui, como A Pinacoteca, o Masp, o Mercado Municipal, A 25 de Março, Higienópolis, Zoológico, Galeria do Rock, o Theatro Municipal, a Sala São Paulo… adoraria falar sobre eles, mas  essa galera já fez. Dá uma olhada lá.

E eu também já falei sobre todos eles no Simplescidade, oras!

É isso aí. Essa é MINHA São Paulo. Welcome to my world.

9 comentários

  1. Sampa apaixona e assusta. Só não causa indiferença.


  2. Só para dizer oi. Entrei. Olhei. Li um pouquinho. Mas o cérebro está em curto. Não consigo mais. Estou tão cansada que não sei mais onde isso vai parar.

    Deixei um recado para o teu macho também. (Credo, que chula… hahaha…) O Feriado dos Desesperados vem aí, para inaugurar minha sessão de provas, que aliás, vai acabar com o pouco cérebro que me resta.

    Assim, antes de eu ser internada em um manicômio por anencefalia tardia, vamos nos ver. Pelo menos assim mato uns neurônios com cerveja ao invés de só com tranqueiras da faculdade.

    Amo vc tanto. Tanto mesmo.


  3. Oi amor. Tenho o mesmo problema com a cidade, talvez até um pouco mais, já que vivi longe daqui por um breve período e senti um gostinho de “cidade do interior”.

    Não odeio SP, como muita gente pensa. Apenas estou cansado dos problemas da cidade, que somados aos meus, aborrecem deveras. Talvez seja isso.

    Alguns lugares favoritos hoje são:

    – A Violeta, um bom lugar, a preço honesto.
    – A Requinte, um ótimo lugar, a preço nem tão honesto assim.
    – A Liberdade, com suas paisagens, DVD´s e mocós.
    – A Comix, o verdadeiro templo da perdição.
    – O Sesc, porque tenho boas lembranças de lá, e entre a melhor delas, lembro da Sophia.

    🙂


  4. Eu ainda sou apaixonado por nossa cidade. Já passei um tempo longo distante e o que há de pior aqui, é motivo de muita saudade quando estamos fora.


  5. vamo juntas no mosteiro?


  6. Eu já odiei muito mais Belo Horizonte do que atualmente. Dizer que “aprendi a gostar” talvez seja um reducionismo. Nos habituamos aquilo que temos de nos habituar – o que não significa que gostamos da situação.
    BH tem lá seus atrativos, poucos, é verdade. Existem um ou dois lugares aqui que são especiais para mim, mas guardam tanto lembraças positivas quanto péssimas, anulando-se no final.
    Não tenho raízes nesta cidade, nao sou daqui e nao faço questão de permanecer. E nutro apenas um carinho saudoso pelos lugares onde nasci e posteriormente morei: São Mateus – Espirito Santo – Brasil.

    Fato é que BH é muito diferente de mim. Especialmente daquilo que me tornei – curioso que este desenvolvimento, por razões pontuais e inescapáveis, foi realizado aqui, afastando-me cada vez mais da essência e atmosfera deste lugar. Somos respeitosamente ríspidos um com o outro.

    Alguns amigos, sim, será doloroso deixar. Mas nao é assim que é sempre? Não é assim tem que ser?

    Sairei daqui sem hesitar. E o destino, provável, é SP. Se sim, irei relutante e receoso. Estive apenas uma vez aí, sentindo apenas o gosto da megalópole.
    Ainda nao sei o que esperar da minha adaptação nos primeiros meses, ou anos.


  7. Eu adoro quase tudo, apesar de tudo.

    25 de março? adoro…


  8. estive aí em Dezembro, e vc não pode imaginar a vontade que tive de ficar, pra sempre.

    vou tentar fazer um “rot” desse aqui de Londrina. Vai ser difícil, mas vou tentar! (e juro que não é inveja!hahahahah)

    passa lá pra conferir. E depois vem pra Londrina, pra ter certeza! rsrsrs
    beijos


  9. ah, meu bem, eu até cheguei a achar quase a mesma coisa que vc…mas não é bem assim, viu. você até pode trabalhar em casa de qualquer lugar. duro é arrumar o trampo em qualquer lugar. palavra de quem já saiu daqui, tentou trabalhar na capital gaúcha e…niente. é duro dizer isso, mas é aqui que as coisas acontecem. ao menos, MAIS acontecem.
    o que mais enche o saco aqui é essa falta de verde e poluição. o trânsito também. de resto, é única, pro bem e pro mal.
    bj.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: