h1

Rápidas e mortais

4 junho, 2007

Estou sem tempo. Total.

 Queria dizer umas coisas, mesmo assim:

 Já viram essa droga de jogo chamado “Second Life”? É um “The Sims” muito mais elaborado, é claro, mas a premissa é a mesma: você vive uma outra vida, só que virtualmente.

Trocando em miúdos: coisa de nerd e perdedor que não tem capacidade, muito menos coragem para viver uma vida real, com emoções reais, pessoas reais, problemas reais e desafios reais.

Lastimável. Mas é muito mais fácil e indolor ter uma vida virtual, não é mesmo?

Acho que vou recomendar esse jogo para algumas pessoas…quem sabe virtualmente elas consigam ter uma vida no mínimo interessante e deixem os que têm uma ótima vida (real… E interessante) em paz.

Inveja mata. Dolorosa e lentamente. Como um veneno.

————————————————————————————-

 Favores

Cuidado ao aceitar e fazer favores.

Se você é alguém que sabe o real significado de prestar ou aceitar um favor, então tudo bem.

Mas se você, em ambas as posições, não sabe, então cuidado: vai cair numa armadilha.

O favor é prova de bem-querer incondicional.

Se quiser fazer um favor, então não queira nada em troca. Se for troca, não é favor. É barganha, é negócio.

Se você aceitou o favor, não fique se cobrando o tempo todo para retribuí-lo. Isso não é aceitar um favor, é assinar um contrato de dívida.

Não faça nada movido por uma “dívida de gratidão.” Isso não existe. No tempo oportuno você terá condições de retribuir o bem que lhe fizeram. E nem todo bem se retribui materialmente. Fique em paz e aceite o favor como se aceita um presente.

Além do mais, a dívida de gratidão é – com o perdão do trocadilho – ingrata.  Nunca vamos saber o quanto será  suficiente para quitá-la, não é mesmo?

Não confunda gratidão com escravidão.

Agora, se você não sabe nem aceitar um favor e ficar em paz, nem fazer um sem esperar nada em troca, então você é um completo idiota.

Vá jogar Second Life.

Eu tinha mais umas coisas pra falar mas…

Tô sem tempo. Total.

Tenho uma vida real para administrar… e curtir, é claro.

Baci.

12 comentários

  1. E “Godfather, the game”? Esse não é de perdedor, é? Eu posso ter ambições mafiosas de mentirinha no meu tempo ocioso sem ser um fracassado, posso? =)
    Second Life é dureza mesmo…


  2. Para esses caras, eu digo: get a first life (clicar).


  3. Finalmente perceberam o que venho falando desde a primeira vez que joguei este lixo (dez/06). Sempre me perguntava para que servia, pois grandes empresas lançavam seus produtos, festas aconteciam( http://fuinacoletiva.blogspot.com/2007/05/festa-intel-20-ano-20042007-second-life.html ), cursos eram feitos, investimentos aconteciam e falavam que era uma maravilha.
    Esta semana(04/06/07), me deparei com varias materias a respeito deste software, todos falando mal. Bem estranho, pois dois meses atras, elas falavam muito bem.
    O programa é pesado, o grafico é lastimavel e sua jogabilidade é pessima.
    Quer apostar quanto que até o final do ano ninguem mais vai falar neste lixo?
    Repito, ninguem me convenceu que preciso de uma segunda vida, ainda mais com este lixo de programa.


  4. Brigada! Eu queria saber que troço era esse!

    Na página de abertura da Belas Artes tem uma enquete sobre isso…

    E mais uma vez me sinto um peixe fora d´água naquele lugar…..


  5. Jogo para mim é poquer, xadrex e sinuca. Fora da tela, bem entendido. Sinuca, vale pelo ambiente e pela beleza. Como dizia o Cartier-Bresson:
    – Felicidade é a geometria.
    E o moleque que mora à flor da pele nos homens (nossa única vantagem sobre as mulheres), pira ao ver as bolas coloridas, matando e morrendo silenciosas nas caçapas.
    Xadrez, se o tabuleiro for decente e o parceiro também, pode ser jogado em qualquer lugar. Já joquei à beira-mar e em salas de proferssores de cursinho. Se voce for jogador,não vai ver nada em volta mesmo. Vai estar na guerra total, prisioneiro das sessenta e quatro casas.
    E poquer, é o único jogo de cartas que merece este nome. Não tenho preparo físico para segurar mais do que cinco cartas. E o ambiente é para mim o que uma catedral é para um bispo: sala com luz em cima da mesa, uísque, charutos ou cigarro, e o relógio quebrado.
    Agora este negócio de poder viver de novo é legal para caralho. Até o Dalai curte. Lembro do maravilhoso Vittorio Gassman dizendo em entrevista para o Roberto D’Ávila:
    – A vida deveria ser em duas etapas como no teatro: uma para ensaio e a outra à vera.
    É isso, seu blog é bala, estou curtindo de monte.


  6. Oi Armando. Que bom que gostou do blog! Venha sempre!

    Também gosto de sinuca e xadrez e olha que sou mulher…mas sou altamente competitiva, por isso gosto de jogos em geral. Pôquer confesso que não sei jogar…mas sei Truco e Buraco…entre outros. Serve?

    Sobre ter uma segunda vida, não sei não. Reencarnação não é uma segunda vida, já que dizem que você esquece tudo de bom e ruim que viveu nas anteriores…funciona mais ou menos como uma vida uma “reciclada” – já que estamos em tempo de aquecimento global e paranóia geral com meio ambiente e tal…acho que é a palavra mais correta (politicamente? rá! Estou impossível hj)

    Mas não sei. Não acredito em reencarnação. Acho que o legal da vida é ter somente uma chance. É um jogo, como você bem colocou. Apesar de acreditar no karma instantâneo sobre o qual John Lennon cantou…

    Como toda artista, sonhadora e idealista também encaro a vida como uma peça de teatro. Com vários atos. Alguns monótonos, outros totalmente dramáticos, outros felizes… mas com um fim.

    Porque também quero- e mereço – descansar : )

    Beijos


  7. joguinhos de vida virtual?
    aff…
    male-male dou conta da minha real…:)
    prefiro os jogos padrão como:baralho, sinuca,pega varetas, dominó… qualquer coisa…
    e relação ao tema ‘favor’, bom se não fizer de coração e sim na ‘segunda intenção’ pode ter certeza que não será retribuido tão cedo.
    e tenha dó se for pra fazer para receber prêmios e mil reconhecimentos ‘por favor’não faça.

    que ajuda alguém faz por amizade e amor.

    bjs


  8. bah, o second life é legal. games são bem legais, btw… que tal mais humor?😉


  9. É isso, Imortalidade é coisa para vampiro. Castigo. O horror a sobreviver a todos os seus amigos de geração,de que o Paulo Francis falava. Ele escapou dessa. Mas um dos atos que são os mais legais no teatrão são os do amor e os de humor. Humor-amor, que o Oswald já poetava.
    Ator é uma profissão da qual sinto uma certa inveja. Eles sim, vivem várias vidas em uma só. E levam a gente, a platéia, junto. Adoro o cara ser um ícone da profissão fazer um papel top, tipo um Shakespeare e na semana seguinte estar vivendo um pinguço pândego e vagabundo. O próprio Gassman de que falei acima, sendo um puta galã, vive o maravilhoso anti-herói do Brancaleone, com a cara mais escrachada. Demais!
    Apareça no meu blog, é novinho e está esperando visitas interessanes como a sua.
    http://i-digitais.blogspot.com/
    Bjs


  10. Acho que nunca me aticei para entrar no SL justamente por concordar com tudo que você disse. Ou seria o contrário?

    Menina, parabéns. Gostei muito do seu blog.

    Beijo grande e até a próxima visita!


  11. Hahaha, ótimo! Eu vou dar o jogo de presente de dia das crianças pra umas pessoas idiotas que eu conheço por aí… Quem sabe elas tb não deixam que ter minha vida real em paz?


  12. […] comunidades sociais, programas, blogs, sites novos. jogos. Através dele você pode até ter uma Second Life, ora […]



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: