h1

Graça nenhuma

14 junho, 2008

Os hypados da internet e a blogosfera vão querer me empalar em praça pública, mas…

…será que só eu que não vejo GRAÇA NENHUMA no tal de Twitter?

Coisa CHATA do cacete!

O conceito é o de “microblogging” (outra palavra ridícula com significado mais ridículo ainda) onde a todo minuto milhares de pessoas postam o que estão fazendo naquele momento, pensamentos aleatórios, ou até fazem da nova ferramenta uma espécie de MSN aberto ao público com textos que não podem ultrapassar os 140 caracteres. É droga pesada e eficaz para os fanáticos por blogs, que não conseguem ficar um minuto sequer sem escrever, pois você na verdade não precisa gastar tempo elaborando um puta texto, solta ali uma pensamento que possa servir de gancho e vai desenvolvendo a coisa ao longo do dia. Ou não.

O mote da rede social é o ‘what are you doing?” Ou “o que você está fazendo”, ou seja, exploração da vida alheia até o limite, do tipo:

09:00hrs – Peidei.

Enfim, são raros os twitters que escrevem algo realmente legal, inteligente ou até nonsense, porém engraçado.

Eu, que sou uma pessoa que odeia ter que ficar dando satisfação a quem quer que seja, tenho horror à idéia de ficar descrevendo as tarefas que realizo ao longo do meu dia, (são muitas, não teria saco nem tempo para tal) tampouco tenho a mínima curiosidade sobre o que outrem também esteja fazendo, até porque se for algo realmente impactante ou revolucionário seus realizadores não perderiam tempo retratando o fato no computador minuto a minuto, com pausa para o café.

Ainda prefiro o velho telefone, ou o olho no olho. E o mundo real ao virtual.

Anúncios

8 comentários

  1. Eu também não vejo muito sentido nisso. É daquelas modas que vão e vém. Tipo podcast; uma época todo mundo estava fazendo podcast, e às vezes este se resumia à pessoa falando (com produção pobre e som ruim) aquilo que poderia ter dito através de um post.

    Acho interessante o Twitter para coisas como fez a Lucia Malla, cobrindo a entrevista do Carlos Minc no Roda Viva (fica melhor do que live blogging, embora para um público mais restrito). Fora isso não vejo por quê.


  2. Olá. Já leio seu blog tem um mês e este é meu primeiro comentário.
    Eu também odeio o twitter. Até fiz um cadastro que durou dois dias. Nunca mais entrei. Ô coisa chata!
    Obs: adoro seus textos.


  3. Eu concordo com você. Plenamente.

    Bjsss


  4. o twitter é bom pra algumas coisas:
    – trabalho (sempre vem dicas legais)
    – trabalho (método eficiente de se saber onde tem umas vaguinhas sobrando)
    – notícias: adeus visitas a trocentos sites
    – literatura: e não é que tem gente escrevendo coisas sensacionais?

    de resto, o twitter é chato. =)


  5. Pelo visto, não somos só nós que não vemos graça no Twitter. 😉


  6. Oi, querida!

    Concordo com o Danilo. Por enquanto, o twitter só serviu pra dicas e vagas de trabalho. Mas que é uma chatice ficar com essa de atualizar a cada 10 min, ah, isso é… Por essas e outras não estou no twitter.

    beijo, Ju.


  7. Até que enfim alguém atacando o Twitter. Quando tomei conhecimento de sua existência fui me cadastrar e tal, mas não achei nada, nada, nada de interessante. Como o negócio ficou meio famoso e o pessoal usa, nunca me atrevi “a não gostar”.


  8. eu tb nao achei muita graca no twitter quando entrei. mas agora tem tanta gente usando, tantos amigos meus, to ate pensando em voltar



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: