h1

O avesso das coisas

29 julho, 2008

Semanas atrás estava à toa num lugar que odeio: shopping center (sim, acreditem se quiser, eu odeio shoppings) e me pus a divagar.

Engraçado como o consumo tomou proporções literalmente monstruosas hoje em dia.

Antigamente -muito antigamente, diga-se de passagem – o consumo se restringia à necessidade: quando se precisava de algo, se comprava algo.

O superficial era considerado luxo, coisa de rico.

Hoje em dia a mulherada surta e gasta três mil reais em sapatos porque o dia no trabalho foi uma merda, ou porque o casamento está em crise. E não me venham com a saída clássica: ” ah, se ela pode (leia-se: se ela tem grana) fazer isso, sorte dela!”, porque essa justificativa é capenga por uma série de fatores que não vou enumerar aqui porque não estou defendendo a porra de uma tese, porque não sou comunistinha-chinelo-de-couro e porque não estou com a mínima paciência para tal.

Mas me pergunto: Porque a tal fulana compulsiva não gasta a mesma quantia numa viagem, por exemplo?

Ou num curso? Num hobby? No clube das mulheres? Ou com um bom advogado, para se separar do inútil do marido?

Vocês sabiam que um americano produz  em média 1,7 Kg de lixo por dia e consome 20 vezes mais que um indiano?

Sabiam que uma boa parte desse lixo é produzido devido ao vício de se comprar coisas sem necessidade?

Eu sou mulher, adoro sapatos, bolsas, maquiagem, roupas e demais quinquilharias femininas, mas tenho noção e bom senso em notar que existe um número saudável de bugigangas que uma mulher pode possuir.

Mais do que o normal é exagero e desperdício puro e simples.

E vamos combinar? O mundo tá se acabando em desperdício e a galera tá simplesmente cagando e andando pra isso. O negócio é estar “bonito no fim do mundo”.

Existem milhões de desculpas para se consumir desenfreadamente e no uso delas se arrasta a humanidade.

A do “eu mereço” é a mais recorrente.

Merece por que, ô sua louca?

Porque ganha 100 chibatadas todos os dias de manhã? Porque é genial, brilhante, linda, estupenda e glamourosa mas ainda não foi descoberta pelo show business? Porque precisa estar sempre produzida para chamar a atenção porque quando abre a boca é um desastre? Porque tua vida é simplesmente uma merda completa e portanto você precisa achar satisfação em alguma coisa, nem que seja em estourar o cartão de crédito comprando cílios postiços?

Que tal gastar com um analista, hum? Fica aqui a dica.

8 comentários

  1. Adoro comprar, adoro gastar, mas, isso não é um esporte para mim. Acho que se a gente, todo mundo, consumir menos, o planeta agradece, e tem um jeitos muito melhores de se extravasar do que apenas gastando dinheiro.


  2. Estava pensando nisso ontem mesmo, saindo de uma sessão de Wall-E com minha afilhada. Ela (mimadinha que só) insistiu para ir com a mãe para o shopping, que ficava em frente, e ficamos a tarde toda… consumindo.

    A gente estava negando o que tinha acabado de nos emocionar há pouco: a mensagem fortamente anti-consumista do filme da Pixar. Eu pedi para a mãe dela explicar, no momento oportuno, que era as quinquilharias que ela pedia a todo tempo para comprarmos que encheram o planeta do Wall-E de lixo…


  3. Beleza de post. Odeio shopping e gosto quando tu ficas assim.

    Mas estás cheia de razão. Puta, tínhamos que apoiar essa campanha em peso.

    Beijo.


  4. Gostei do teu blogue. Parece que tuas idéias se assemelham às minhas. Portanto já faz parte da lista de favoritos do meu blogue. Visite-me quando estiver com vontade. =]


  5. É bem por aí, consumir é bom, comprar coisas que vamos usar com gosto é melhor ainda, mas comprar por insatisfação é burrice. A dica do analista deveria ser levada em consideração por muitas pessoas.

    Bj.


  6. Nossa, amei esta sua “porralouquice”…muito bom seu blog, este texto do consumo então, o máximo! Faço das suas, as minhas palavras.
    Ah, vou colocar seu link na minha página.
    Bj.


  7. Adorei o blog e esta reflexão, vi no guia da blogosfera da Diva Diz, que bom que parei aqui!!! Concordo demais com você, pena que tenha tanta gente a meu lado que esteja tão apegada nestes falsos valores. Já está no meu blog roll!!!!


  8. Exatamente. O mundo tá cheio de excessos. E nunca nada tá bom. consumismo. Tô cansado de ver gente que é promovido e continua fodido, pq troca de carro de marca de cigarro… E aí, adiantou o aumento de salário? E também vejo gente que cria filho com 450 por mês, comprando só o necessáro.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: