h1

Bituca

9 fevereiro, 2009

“Meu querido Almirante. Aqui vai uma cartinha contando-te que a tua amiga, segundo jornais, é a grande sensação da Broadway. A minha estréia foi algo indescritível. Eles não entendem patavinas do que eu canto, mas dizem que sou a artista estrangeira mais sensacional que até hoje apareceu aqui.”  – Carmen Miranda, 1940

“Eu sei algumas palavras em inglês, cerca de umas 100: são elas “homens, homens, homens, dinheiro, dinheiro, dinheiro, dinheiro…”

Maria do Carmo, filha do barbeiro, José Maria Pinto Cunha de Maria Emília de Miranda, nasceu às 3 horas do dia 9 de Fevereiro de 1909, em Várzea de Ovelha e Aliviada, Marco de Canavezes, Portugal.

Em1909, o seu pai mudou-se para o Brasil à procura de uma vida nova. Assim que se instalou, mandou buscar a família. A Bituca, como era chamada Carmen, cresceu em meio ao samba do Rio de Janeiro, no 1º andar de  numa humilde pensão familiar da travessa do Commércio, nº 13, no Centro.

Era arretada e fogueteira essa Carmen. Aos 15 anos, começou a trabalhar numa fábrica de chapéus. Com 16, trabalhava como  vendedora de gravatas, e por sua beleza e simpatia  atraía e garantia clientela ao dono da loja.

Convidada para a cantar numa festa no Instituto Nacional de Música, foi descoberta por Josué de Barros, que a convidou para gravar um teste na Victor, o qual se tornou no seu primeiro disco, um sucesso que continha canções como Tahi. O sucesso transformou-se num contrato com a RCA, ganhando mais fama e tornando-se na “pequena notável”.

O resto da história todos sabemos: Carmen era a preferida de Getúlio e simbolizava um “novo Brasil”, este querendo ou não, ameaçado pela sombra da Guerra. 

Assim sendo viajou aos EUA conquistando de uma vez por todas o país inteiro, tornou-se um ícone, praticamente uma embaixatriz do Brasil lá fora  e criou a idéia de mulher brasileira que, acreditem ou não, ainda é sustentada até hoje em terras estrangeiras: a de mulher caliente, indomável, exótica, extremamente bonita, sexy e “desfrutável”.

O sucesso foi estrondoso e o Brasil, provinciano e preconceituoso, não acreditou que a garota que cantava nas rodas de samba com os malandros do morro fosse capaz de causar tanta admiração nos americanos.

Aqui, ela foi malfalada, rechaçada, malhada, escurraçada. Porque era mulher, porque era dona de si, porque dançava e cantava em trajes sumários nos cinemas, porque beijava a boca de atores desconhecidos, porque cantava samba (música de FAVELA), porque as letras de tais sambas eram ambíguas e libidinosas, porque passava as madrugadas cantando e bebendo com amigos, porque era bonita e desejada. Porque estava à frente de seu tempo.

Não conheço os podres de Carmen por isso não posso transcrevê-los. E mesmo se pudesse, eles não seriam menos sombrios e malcheirosos que os meus próprios, creio eu.

Carmen Miranda era uma mulher interessante, que conseguiu muita coisa em uma época em que a mulher não conseguia quase nada.

Carmen Miranda tinha fogo nas entranhas. E merece minha homenagem.

E se hoje estivesse viva, completaria 100 anos. E eu acenderia uma vela para ela e pediria sua bênção.

Diz Que Tem
Carmen Miranda
Composição: Vicente Paiva E Aníbal Cruz

Ela diz que tem, diz que tem
Tem cheiro de mato, tem gosto de côco
Tem samba nas veias, tem balangandãs
Ela diz que tem, diz que tem
Tem pele morena e o corpo febril
e dentro do peito o amor do Brasil

Cantei em São Paulo, cantei no Pará
Tomei chimarrão e comi vatapá
Eu sou brasileira, meu “it” revela
que a minha bandeira é verde-amarela

Eu digo que tenho, que tenho moamba
Que tenho no corpo um cheiro de samba
Só falta p’rá mim um moreno fagueiro
que seja do samba e bom brasileiro.

3 comentários

  1. Como conheço bem uma pequena notável, entendo perfeitamente porque Carmem Miranda era tão especial
    😉

    Em tempo: vi um domcumentário que mostrava Carmem como a maior artista brasileira em todos os tempos. Deve ser verdade. E olha que nem tinha internet aquele tempo…

    beijo..


  2. Realmente ela tinha fogo nas entranhas…


  3. Justíssima homenagem; uma grande artista que nos deixou muito cedo…



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: