h1

Dry

5 maio, 2009

 

Eu não sou daqui. Eu não estou aqui. Quero sair de lá. Quero entrar ali.

Eu sou mais velha do que realmente sou. Velha. Old. Oldfashioned. Ultrapassada. Passada. Demodè. Demo.

Eu tenho uma idéia, eu não tenho a menor idéia. Fruit flower myself inside-out i’m tired and i’m bleeding for you.

Então a vida é só isso e tudo isso. E já acabou? Tudo bem, não tenho mais dinheiro, não conseguiria comprar mais, de qualquer modo.

E no entanto…

Vontade de fumar um cigarro sentada na guia, acompanhando a cadência alheia.

Você sempre anda tão rápido, não consigo te acompanhar.

Eu  penso sempre tão rápido, ninguém consegue me acompanhar.

Lá fora é tudo muito rápido mas aqui dentro é devagar.

Nada é do jeito que eu queria que fosse, nada do que eu queria é do jeito que é, tudo o que foi é nada, o jeito que fosse queria eu.

Fóssil. Fossa. Fútil. Bosta.

A ordem das coisas. As pessoas sérias. Os cidadãos de bem. Dentro da lei. A previsibilidade. A imutabilidade, a ignorância, o Eixo da Terra e um copo de Tubaína.

Preciso tirar você dos meus dentes. Cuspir suas memórias. Vomitar meus traumas.

O truque é continuar respirando.

So breath on, sister, breath on.

E aí eu pergunto: Muss es sein?

No que ele me responde: com um pouquinho de gelo.

2 comentários

  1. Reaaaaaaally cool! Seca nada! Tás vertendo é belíssima crua poesia.


  2. Simply amazing!



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: