h1

Escolha

13 janeiro, 2010

Escolha ter uma vida. Escolha um emprego, uma carreira, uma família, uma porra de uma televisão enorme, uma máquina de lavar, o carro do ano, um Ipod e abridores de lata elétricos. Escolha ser saudável, ter colesterol baixo e um plano odontológico. Escolha parcelas fixas da casa própria, escolha seus amigos, escolha uma roupa pra ficar à toa em casa e um conjunto de malas completo, que combinem entre si, é claro. Escolha um apartamento apertado em um bairro da moda e que fique perto da porra do seu emprego. Escolha o “faça-você-mesmo” e lide com a dúvida sobre quem você é de verdade, que assombrará num domingo de manhã. Escolha sentar nessa merda de sofá e assistir a programas que entorpecem seu cérebro, jogos televisivos que trituram seu espírito, entupa-se de junk food. Escolha apodrecer ao final disso tudo, escolha se decepcionar em um lar miserável, escolha nada mais do que a vergonha e pentelhos egoistas que você criou mal e mimou para que simplesmente te substituam nesta palhaçada toda.

Escolha o futuro. Escolha ter uma vida.

(Narrativa  inicial de Trainspotting, de Danny Boyle – 1996)

Nada precisa ser assim se você escolher ser quem quiser ser e não quem a sociedade obriga que você seja

Seja fiel a VOCÊ.

Fodam-se os outros.

2 comentários

  1. Amei o texto…


  2. Ontem eu recebi um sms: “Pagamos o preço por nossas escolhas.”
    Ao que respondi: “Te fode!”
    Porque, né?, cada um tá ‘nessa’ porque quer!
    A-mei o blog. E o post veio a calhar.
    Beijo.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: